fbpx
Governança Corporativa_cowomen_usnplash

Entenda as melhores práticas da governança corporativa

BlogPosts
Nenhum comentário

O que é governança corporativa

A governança corporativa é uma espécie de código de ética que rege o comportamento das organizações e seus impactos na sociedade. Trata-se de algo vital em um mundo globalizado, onde as relações entre governos, empresas e cidadãos são cada vez mais complexas.

O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBCG) define esse conceito da seguinte maneira: “o sistema pelo qual as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas.”

Como bem colocou o pessoal da Endeavour, governança é “colocar ordem na casa” e algo que cai muito bem aos olhos dos governos, sociedade e investidores.

Os princípios da governança corporativa

As melhores práticas para governança corporativa são a conversão dos princípios básicos da governança em diretrizes e recomendações objetivas para aprimorar o negócio e torná-lo mais transparente. Os princípios são os seguintes:

  • Transparência: A disponibilização de informações para as partes interessadas a despeito de imposições legais;
  • Equidade: Tratamento justo aos sócios e colaboradores;
  • Prestação de contas: Agentes de governança devem prestar contas de modo claro, objetivo e diligente;
  • Responsabilidade corporativa: Zelar pela viabilidade econômico-financeiras da empresa, reduzindo riscos e impactos negativos.

4 dicas para uma gestão eficiente de riscos jurídicos nas empresas

As melhores práticas da governança corporativa

A partir da observação desses princípios, as empresas podem pensar em como levá-los dos textos para a vida real, um desafio e tanto. Abaixo, a Academia MOL lista quatro exemplos de melhores práticas da governança corporativa que podem ser implementadas tranquilamente.

  • Hierarquia definida

Ter uma hierarquia definida pode parecer algo fora de moda, especialmente em empresas mais jovens. No entanto, do ponto de vista da governança, é imprescindível que os colaboradores saibam a quem recorrer para tirar dúvidas, por exemplo. Quando todos conhecem seus papéis na operação, a mesma caminha de forma muito mais ordenada.

  • Forme um conselho consultivo

Um conselho consultivo não deve ser visto como um grupo de trabalho qualquer, paralisado em reuniões infinitas, mas sim um que reúna a diversidade de colaboradores para a troca de ideias sobre a gestão da empresa. O objetivo, nesse caso, é o de auxiliar os tomadores de decisão a efetivamente tomar as melhores decisões.

  • Equidade entre acionistas

“Uma ação, um voto” é um conceito que significa que os acionistas votam de acordo com o seu poder econômico. Uma boa prática de governança corporativa nesse sentido, baseado no princípio da equidade, é o de ouvir acionistas de forma justa, igualitária. Sempre considerando seus direitos, expectativas e necessidades.

  • Fiscalização interna e externa

Nada funciona melhor para mostrar a transparência de uma empresa do que submeter suas decisões e informações ao julgamento de terceiros, independentes e imparciais. Portanto, pensar em estabelecer um comitê interno de auditoria e contar com o auxílio de uma consultoria externa para analisar os processos empresariais é outra prática de governança corporativa a ser considerada.

 

Gostou desse conteúdo e não quer ficar de fora das novidades? Cadastre-se em nossa newsletter

O conteúdo oferecido faz parte da Academia MOL.

Para saber mais sobre a MOL – Mediação Online, acesse www.mediacaonline.com.

Siga a gente no Instagram, LinkedIn e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu