Janaína Amorim apresentando a Mediação Online no Just Pitch Festival

Mediação Online é uma das vencedoras no primeiro Festival de Inovação Aberta da Justiça Federal de São Paulo

Notícias jurídicas
Nenhum comentário

Startups premiadas serão testadas no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), que abrange os estados de São Paulo  e Mato Grosso do Sul.

São Paulo, 04 de outubro de 2019As startups MOL – Mediação Online, Looplex e BIPBOP foram as vencedoras do Just Pitch Festival, uma competição realizada no primeiro Festival de Inovação Aberta da Justiça Federal de São Paulo (JFSP), em 27 de setembro.  A missão dos participantes era propor soluções para aprimorar a gestão, a transparência ou a prestação dos serviços da JFSP. 

Soluções inovadoras

A Mediação Online é a primeira plataforma online do Brasil especializada na resolução, gestão e prevenção de conflitos, para pessoas físicas, empresas e instituições. A startup tem como missão levar eficiência ao mercado jurídico e democratizar os métodos alternativos de solução de conflitos, como a mediação e a negociação, sempre de forma online. Suas soluções — seis vezes mais econômicas que a Justiça, e 30 vezes mais ágeis — já foram usadas em quase 60 mil casos. 

Janaína Amorim apresentando a Mediação Online no Just Pitch Festival (Foto: divulgação)

Janaína Amorim apresentando a Mediação Online no Just Pitch Festival
(Foto: divulgação)

“O Brasil é o maior litigante per capita do mundo, e a tecnologia é um dos principais caminhos para mudarmos esse cenário”, afirma Janaína Amorim,  Gerente de Contas da Mediação Online. “É muito gratificante receber este reconhecimento da JFSP e poder participar ativamente do movimento de inovação no judiciário”.

A Looplex é uma plataforma para a criação de documentos automatizados inteligentes, como contratos, pagamentos e petições. No mercado há cerca de três anos, promove economia de 70% a 95% do tempo gasto com a geração e manipulação de documentos de clientes no setor privado. “Nós temos como missão democratizar o acesso ao Direito. Ajudar a melhorar o judiciário faz parte do que queremos entregar, então nos dá muita alegria ter a oportunidade de trabalhar com o poder público”, celebra Angelo Caldeira, CEO da Looplex. 

A solução apresentada pela startup BIPBOP foi o Jurischain, tecnologia que regula e organiza o acesso da população a informações em portais do poder público. “O Jurischain garante que todos possam consultar dados públicos da Justiça, como andamento de processos, de forma organizada e segura. Nossa tecnologia evita que os servidores sofram sobrecarga e saiam do ar quando há muitas consultas simultâneas”, destaca Lucas Amorim, cofundador da BIPBOP. 

Premiação e próximos passos

Como parte da premiação, as startups vencedoras farão uma prova de conceito no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), que abrange os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. “Os conciliadores do TRF utilizarão a plataforma da Mediação Online, o que nos dará a oportunidade de validar e possivelmente replicar sua usabilidade nos tribunais”, conta Janaína. 

Just pitch festival ganhadores

Lucas Amorim (BIPBOP), Ciro Furtado Bueno Teixeira (FIESP), Janaína Amorim (Mediação Online) e Angelo Caldeira (Looplex) (Foto: divulgação)

“Quando promovemos um evento como esse, estamos chamando a sociedade para opinar, trazer soluções e, assim, conhecermos o interesse que as pessoas têm sobre nossos serviços. Para as empresas e startups que vêm participar, essa também é uma forma de conseguirem projeção para lançar os seus produtos no mercado”, explica Caio Moysés de Lima, juiz federal e vice-diretor do TRF-3 na capital paulista.

A Mediação Online, a Looplex e a BIPBOP também ganharam um tablet cada e estão classificadas para o Concurso Acelera Startup, que será realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), apoiadora do Just Pitch Festival, e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) nos dias 4 e 5 de novembro. 

Sobre a Mediação Online

Mediação Online é um serviço web que permite que pessoas e empresas resolvam conflitos sem entrar na Justiça, com autonomia e flexibilidade. Desde o envio do caso até a homologação do acordo, tudo é feito pela internet, de acordo com a disponibilidade dos participantes, com o auxílio de mediadores profissionais imparciais, altamente qualificados e criteriosamente selecionados. Na Mediação Online, conflitos que poderiam demorar anos para atingir um desfecho são resolvidos em poucas sessões, a um custo bem menor do que o de um processo judicial convencional.


Mais informações para jornalistas

Letícia Sakata
[email protected] | (11) 97246-0575

,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu