MOL lança campanha “A justiça não vai parar”

BlogPosts
1 Comentário

Para evitar que a justiça sofra ainda mais com atrasos diante à crise mundial do coronavírus, na última semana, a MOL — Mediação Online decidiu disponibilizar gratuitamente sua plataforma a todos os Tribunais de Justiça do Brasil com a campanha “A justiça não vai parar“. O setor, assim como a saúde e a economia, está abalado neste momento de crise devido à pandemia.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já suspendeu o trabalho presencial, permitindo, apenas, a manutenção dos serviços essenciais em cada tribunal. Recomendou, ainda, o uso dos meios eletrônicos e de videoconferência para a realização de mediação e conciliação de conflitos.

Nesse cenário, a MOL, especializada em mediação de conflitos online e que já tratou mais de 60 mil casos no país, criou uma campanha para impedir que este problema se intensifique durante a crise da Covid-19. Intitulada de “A Justiça não vai parar”, a campanha tem ganhado espaço nos principais sites de notícias do setor jurídico, conforme destacado abaixo.

Confira o que diz

Migalhas: Startup jurídica lança plataforma de resolução de conflitos aos TJs do Brasil

A partir desta sexta-feira, 3, a startup jurídica MOL – Mediação Online disponibiliza sua plataforma de resolução de conflitos a todos os TJs do Brasil gratuitamente.

Melissa Gava, CEO da Mol, explica que além de impactar a economia e a saúde, a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus coloca a Justiça em xeque. “A nossa plataforma possibilita a continuidade das conciliações e mediações judiciais no Brasil, já que exclui a necessidade do encontro físico das partes em conflito.”

Todo o procedimento é feito online, desde o envio da carta convite via blockchain, ao agendamento com todos os participantes, a sessão por videoconferência, chat ou telefone até a assinatura eletrônica (tecnologia que dispensa o uso de certificado digital) do termo de acordo.  As sessões são gravadas e a plataforma conta também com um dashboard para a gestão e performance de resultados.

Leia na íntegra

Conjur: Startups jurídicas oferecem serviços gratuitos durante a pandemia

A startup jurídica MOL — Mediação Online disponibiliza desde esta quinta-feira (2/4) a sua plataforma para resolução de conflitos a todos os tribunais de Justiça do país de modo gratuito.

Todo o procedimento é feito online, desde o envio da carta convite via blockchain, ao agendamento com todos os participantes, a sessão por videoconferência, chat ou telefone até a assinatura eletrônica (tecnologia que dispensa o uso de certificado digital) do termo de acordo.

As sessões são gravadas e a plataforma conta também com um dashboard para a gestão e performance de resultados.

O Conselho Nacional de Justiça recomendou a adoção de meios eletrônicos e de videoconferência para a realização de mediação e conciliação de conflitos individuais e coletivos em fases processual e pré-processual.

“Apoiar o Poder Judiciário no enfrentamento dessa crise reafirma a nossa missão de democratizar o acesso a essas metodologias online de resolução de conflitos, trazendo maior eficiência ao sistema jurídico do Brasil”, conta Melissa Gava, CEO da MOL.

Veja a matéria completa aqui.

Além desta campanha, a startup, empenhada em contribuir com a sociedade, está com a ação #AJUDAMOL, onde disponibiliza um ponto de contato com consumidores que tiveram problemas com voos, ou viagens no geral, durante a crise da Covid-19. A ação visa buscar uma solução amigável entre as partes e é totalmente gratuita para o consumidor.

1 Comentário. Deixe novo

  • Claudio Luciano Valença Motta
    13 de agosto de 2020 13:56

    Excelente matéria que vou compartilhar. Como mediador e membro da ASSOCIAÇÃO DE MEDIADORES DE CONFLITO de Portugal cumprimento esta iniciativa exemplar! Parabéns!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu