Negociação e mediação: vantagens do acordo digital para resolução de conflitos

Negociação e mediação: o acordo digital para resolução de conflitos

BlogPosts
Nenhum comentário

Um acordo realizado na Justiça ocorre com data e hora marcadas. Mas e quando a vida está corrida? Dá mesmo para remarcar médico, compromisso de trabalho e viagem para comparecer à audiência? Nem sempre. Por isso, o acordo digital, obtido pela negociação ou mediação, é tão prático.

Um bom exemplo que tivemos aqui na Mediação Online é o de um caminhoneiro que estava sempre rodando pelas estradas da América do Sul. Não podia parar de trabalhar para ir a uma audiência. A solução foi recorrer à mediação online. E, no meio da jornada de trabalho, usando o Wi-Fi de um posto de combustível, ele conseguiu participar de uma sessão. Acordo feito! Ele pôde então partir tranquilo, sem mais pendências.

Dessa forma, o acordo digital é promovido pelas próprias partes envolvidas na data e hora mais convenientes para elas. E a taxa de sucesso nos acordos digitais é maior: na Justiça brasileira, em média, 12,1% dos casos terminam em acordo. Dos 31 milhões de sentenças proferidas em 2017, somente 3,7 milhões foram de acordos homologados. Aqui na MOL, a taxa de acordo pode chegar a 65%, dependendo do setor de atuação da empresa envolvida no conflito.

 

Acordo digital

Como vimos no exemplo, o acordo digital é realizado sem necessidade da presença física das partes. Ele pode ser obtido por meio da negociação e da mediação online, métodos de resolução amigável ou alternativa de conflitos. Recursos de videoconferência podem ser empregados para facilitar a interação entre as partes envolvidas na divergência.

O acordo digital está ao alcance de empresas de todos os setores. Viabilizar esse tipo de acordo é mais fácil e rentável para a empresa do que a solução via processo judicial. Ele tem validade jurídica depois de tomadas as assinaturas eletrônicas, que são reconhecidas por lei. As plataformas digitais reduzem o tempo de solução do conflito, que pode ocorrer em poucos dias. A tecnologia automatiza o fluxo de informações para que as partes cheguem ao consenso.

Para obter o acordo, dois caminhos possíveis são a negociação e a mediação. A negociação é voltada para relações pontuais ou conflitos simples. Já a mediação envolve as discordâncias complexas que vão além do aspecto financeiro. Nesses casos, as emoções estão à flor da pele e acabam interferindo na lucidez ou no bom senso dos envolvidos. É dever então do mediador fazer com que as partes voltem a enxergar as questões que realmente importam.

 

Economia de dinheiro e de tempo

A MOL (Mediação Online) tem experiência no trabalho de negociação e mediação online. O objetivo é reduzir o dinheiro e tempo gastos pelas empresas na resolução dos conflitos. Historicamente, no Brasil, o caminho mais comum é o processo judicial. Esse é o pior possível em gasto financeiro e de tempo.

Sabe por quê? Porque as partes entregam para o Poder Judiciário a tarefa de solucionar a controvérsia. A partir do momento em que o processo judicial é formado, elas têm pouca ou nenhuma influência sobre a resolução da pendência. Essa escolha, portanto, não deve ser a primeira, mas a última e só deve ser feita se não houver sucesso na resolução pacífica.

Todo mundo sabe que os consumidores vivem insatisfeitos com as instituições financeiras. São muitas as reclamações registradas contra bancos. E aí vem a pergunta: então não dá para dialogar com eles? Claro que dá! Nossa taxa de acordo com instituições financeiras é de 65%. Esse número é alcançado nas ações de indenização por danos morais e materiais – frequentes nesse universo.

Ainda em relação aos conflitos bancários, obtivemos um NPS de 78 em um case envolvendo os maiores bancos brasileiros. O número só foi alcançado por causa da abordagem de propor um diálogo que seja positivo para ambas as partes. Na mediação e negociação, ninguém sai insatisfeito, já que a solução é trabalhada por todos os envolvidos no conflito.

 

Acordo digital para empresas de saúde, seguros e varejo

A MOL tem conseguido construir acordos em 60% dos casos já sentenciados que envolvem empresas de saúde, seguros e varejo. Já nos processos judiciais perdidos por essas companhias, a MOL obtém redução de 30% nos valores de condenação. A diminuição do valor a ser pago em processos judiciais faz muita diferença para o balanço financeiro. Sem contar que o departamento jurídico é beneficiado por conseguir bater suas metas. O cenário corporativo de hoje está muito focado na redução de custos e na resolução dos conflitos com eficiência.

 

Entre você também em contato com a MOL! Podemos ajudá-lo a melhorar os resultados do seu departamento jurídico.

 

O conteúdo oferecido faz parte da Academia MOL.

Para saber mais sobre a MOL – Mediação Online, acesse www.mediacaonline.com.

Siga a gente no Instagram, LinkedIn e Facebook. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu