fbpx
Recuperação Judicial da Odebrecht_Odebrecht_Divulgação

Odebrecht: entenda o maior caso de recuperação judicial já visto no Brasil

BlogPosts
Nenhum comentário

A recuperação judicial da Odebrecht, uma das maiores empresa da construção civil do Brasil, foi aceita pela Justiça junho, após semanas de especulações no mercado. A dívida informada pela empresa na ocasião assustou a todos: 98 bilhões de reais, dos quais 83,6 bilhões referentes ao passivo que está sujeito ao processo de recuperação. Com isso, o episódio se tornou o maior da história do país. 

Conheça os principais conflitos trabalhistas na construção civil

O que é recuperação judicial?

Recuperação judicial é o processo por meio do qual uma empresa em dificuldades financeiras ganha fôlego para recuperar seu caixa e reorganizar o pagamento dos seus credores. Isto, é claro, desde que fique comprovado que há viabilidade econômica para que a mesma siga em atividade. 

No Brasil, o instituto da recuperação judicial é regulado pela Lei 11.101 de 2005, que surgiu para substituir uma legislação até então conhecida como Lei da Concordata, de 1945. A recuperação judicial permite que a empresa apresente um plano de reestruturação, que será examinado e aprovado pelos seus credores. 

Recuperação judicial da Avianca: entenda a crise na companhia aérea

A diferença da recuperação judicial da falência é que a primeira tem como objetivo recuperar a empresa, enquanto a segunda encerra suas atividades por completo. Neste processo, os ativos são levados à Justiça e leiloados para o pagamento dos credores. 

Em maio de 2019, revelam dados do Serasa Experian, o número de recuperações judiciais requeridas no país caiu 24,3%, com 103 pedidos ante 136 no mês anterior. Já as falências, essas chegaram a 163 em maio. Só neste ano, 474 pedidos de recuperação judicial e 580 pedidos de falência chegaram à Justiça. 

Lei da Mediação: conheça os destaques dessa novidade legislativa

Recuperação Judicial da Odebrecht

Fundada em 1944 em Salvador (Bahia) por Norberto Odebrecht, a Odebrecht é uma das maiores empresas brasileiras. Hoje, está presente em 26 países, tem uma receita bruta de 86 bilhões de reais e emprega 47,8 mil pessoas de 20 nacionalidades. 

Nos últimos anos, no entanto, a empresa se envolveu em uma série de escândalos de corrupção no Brasil, com a deflagração da Operação Lava Jato. O episódio revelou que executivos da Odebrecht pagavam propinas para políticos e funcionários públicos para ser contemplada com a realização de grandes obras. 

Mas não foi apenas no Brasil que a empresa se viu envolvida em escândalos como este. Segundo a revista Época, a empresa admitiu o feito em 12 países, como Argentina, Peru e o México. 

Aos poucos, a confiança do mercado sobre suas operações foram ruindo na medida em que novos casos vinham à tona. As dificuldades financeiras foram se agravando e a capacidade de a empresa honrar seus empréstimos foi diminuindo. 

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, além da holding da Odebrecht, a recuperação judicial envolverá outras 15 empresas do grupo. Companhias operacionais, como a Braskem, por exemplo, não serão afetadas. 

Hoje, seus maiores credores são os grandes bancos do país, além do BNDES. Ao Banco do Brasil, por exemplo, a Odebrecht deve 7,8 bilhões de reais, enquanto ao BNDES deve 10 bilhões. A empresa não incluiu no processo as dívidas com o Ministério Público Federal, referentes ao montante de 2,7 bilhões de reais em multas pelos crimes de seus executivos. 

 

Gostou deste conteúdo e quer ficar de olho nas nossas novidades? Então cadastre-se na nossa newsletter

O conteúdo oferecido faz parte da Academia MOL.

Para saber mais sobre a MOL – Mediação Online, acesse www.mediacaonline.com.

Siga a gente no Instagram, LinkedIn e Facebook.

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu