Soluções de legaltech para empresas e Poder Judiciário: tendências para 2021

BlogPosts
Nenhum comentário

A explosão de soluções de legaltech no mercado revolucionou o setor de serviços prestados ao meio jurídico. Em empresas ou no Poder Judiciário, ferramentas digitais ajudaram profissionais jurídicos de todo o país a não perderem sua produtividade e eficiência, mesmo em um contexto tão adverso e incerto como o último ano. E após as profundas transformações sociais de 2020, essas tecnologias se consolidaram na rotina e são, hoje, fundamentais para o funcionamento da Justiça e para a expansão dos negócios.

Neste artigo, você irá conhecer as principais soluções de legaltech que impactaram o setor jurídico das companhias e o Judiciário e que prometem se consolidar em 2021. Confira.

Ferramentas de legaltech na Justiça

No Poder Judiciário, o atendimento via videoconferência e o uso de outras soluções de legaltech eram incipientes. Porém, no último ano, esse cenário foi drasticamente transformado. Para a resolução de conflitos, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) intensificou sua política de conciliação, desta vez incentivando o uso de soluções digitais.

Nesse contexto, uma plataforma de conciliação e mediação online foi disponibilizada gratuitamente a tribunais de Justiça de todo o país. O Tribunal de Justiça do Amazonas foi o primeiro a aderir à tecnologia. Atualmente, também usam o serviço os Tribunais do Espírito Santo, de Goiás, de Mato Grosso, de Minas Gerais e de São Paulo, além das Defensorias Públicas de Rondônia e do Mato Grosso do Sul.

Conciliação online nos órgãos do Poder Judiciário: a visão dos juízes

Ao longo do ano, as experiências com as sessões em vídeos foram tão exitosas que o CNJ decidiu incorporar as conciliações online de forma definitiva ao Judiciário. O Conselho orienta os tribunais a desenvolver um sistema próprio ou a adotar uma tecnologia já existente, como é o caso da plataforma oferecida às Cortes.

Soluções para empresas

A revolução digital levou soluções inovadoras, como a robotic process automation (RPA), para o setor jurídico dos negócios. 

A automação de processos consiste em um conjunto de “robôs” capazes de fazer as tarefas que são muito repetitivas ou operacionais dentro de um determinado processo. Sem ter que se dedicar a tarefas burocráticas, os colaboradores têm mais tempo para focar no que realmente importa. Nos departamentos jurídicos, a RPA ajudou os profissionais jurídicos a realizar:

  • a leitura e coleta de informações em publicações oficiais;
  • a pesquisa por atualizações de processos em Tribunais;
  • a montagem de documentos;
  • o envio de notificações, entre outros.

Vantagens da RPA no setor jurídico das empresas

Em um ano de alta no ecommerce e no número de reclamações de clientes, a RPA ajudou empresas na resolução de conflitos consumeristas. Incorporando essa funcionalidade a seus setores jurídicos, elas automatizaram a captura dessas queixas.

Uma solução de legaltech que usa a automação é a ferramenta que “varre” os Procons duas vezes ao dia, aumentando as chances de a empresa conseguir resolver os casos a tempo e prevenindo a judicialização. A tecnologia também captura os conflitos no consumidor.gov.br e disponibiliza os dados numa única interface, facilitando a gestão. É possível também, enviar respostas pela própria ferramenta.

Quer saber mais sobre as soluções de legaltech para empresas e Poder Judiciário? Conheça a plataforma e agende uma demonstração.

Fique por dentro das outras soluções da MOL e saiba como podemos contribuir com seu setor jurídico. Fale com nossos especialistas.

Siga a gente no Instagram, LinkedIn e Facebook.

, , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu