fbpx
justiça

Como a Justiça está funcionando durante a pandemia de coronavírus?

BlogPosts
Nenhum comentário

A Justiça brasileira fez alterações significativas no seu funcionamento em razão da pandemia de coronavírus. Um dos poderes fundamentais para o funcionamento da sociedade, o Judiciário continua funcionando a todo o vapor. No entanto, mudou a contagem dos prazos e a forma como atende a população. 

Campanha MOL: A Justiça não vai parar

Neste post, portanto, a Academia MOL irá mostrar como, afinal, a Justiça se adequou ao momento atual de crise Brasil afora. 

Como está organizada a Justiça brasileira?

Antes de falar sobre o funcionamento da Justiça brasileira em tempos de covid-19, é importante entender que o Poder Judiciário é um pilar importante de sustentação do Estado brasileiro. Ao lado do Poder Executivo e do Poder legislativo, o Poder Judiciário aplica e interpreta as leis que regulam as sociais. 

  • Poder Executivo: administra o Estado;
  • Poder Legislativo: cria e aprova leis, fiscalizando a atividade do Executivo;
  • Poder Judiciário: interpreta e aplica as leis criadas pelo Legislativo.

O sistema judiciário brasileiro é regulado pela Constituição Federal, nos arts. 92 a 126. No topo da hierarquia, está o Supremo Tribunal Federal, órgão que tem como missão zelar pelo cumprimento das normas constitucionais. Abaixo do STF, os órgãos da Justiça estão alocados em diferentes esferas, no âmbito da União e no âmbito dos Estados. 

  • Justiça da União:
    • Justiça Federal Comum
    • Justiça do Trabalho
    • Justiça Eleitoral
    • Justiça Militar
  • Justiça Estadual:
    • Justiça Estadual
    • Tribunais Superiores

6 webinars gratuitos e imperdíveis sobre a crise do coronavírus nas empresas

Justiça brasileira: o funcionamento em tempos de coronavírus

Como vimos, o Poder Judiciário, comumente e genericamente apelidado de Justiça, tem a sua própria estrutura e é importante para o funcionamento do país como um todo. Por esse motivo, ainda que o Brasil esteja em meio a uma pandemia de proporções inéditas, que forçou a paralisação das atividades econômicas e impôs duras regras de distanciamento social, a Justiça não pode parar. E não o fez. 

O funcionamento da Justiça é regulado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Essa entidade é a responsável por monitorar e aperfeiçoar as atividades do Poder Judiciário, sobretudo trazendo transparência aos processos e garantindo a efetividade da atividade e a uniformidade entre seus órgãos.

Para lidar com os efeitos do coronavírus nas atividades processuais, o CNJ  editou a Resolução 318/2020 no último dia 7 de maio. E esse documento que estabelece as novidades sobre o funcionamento da Justiça comum. Veja abaixo:

  • Processos físicos: prazos suspensos até o dia 31 de maio;
  • Processos virtuais: não há alteração, já que os mesmos não exigem qualquer tipo de movimentação física entre as partes;
  • Estados em lockdown: ficam automaticamente suspensos os prazos processuais nos feitos que tramitem em meios eletrônico e físico, pelo tempo que perdurarem as restrições;
  • Videoconferência: enquanto o funcionamento da Justiça estiver sob esse regime especial, audiências e sessões de julgamentos continuam, mas realizadas por videoconferência;
  • Funcionamento da Justiça: horário idêntico ao do expediente forense;
  • Atendimento presencial: suspenso e deve ser realizado por meios tecnológicos;
  • Convocação ou convite às partes: até cinco dias úteis para sessões e audiências;
  • Medidas de urgência (liminares, antecipação de tutela): magistrados devem priorizar o exame e análise dessas matérias. 

Quer ficar ligado nos impactos da crise do coronavírus nas empresas? Então não deixe de conferir os nossos webinars sobre o assunto 

O conteúdo oferecido faz parte da Academia MOL.

Para saber mais sobre a MOL – Mediação Online, acesse www.mediacaonline.com.

Siga a gente no Instagram, LinkedIn e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Posts Recentes

Menu